Notícias

08/10/2018

Paraná é destaque na geração de empregos em agosto

O Paraná é destaque na geração de empregos em agosto, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados neste mês pelo Ministério do Trabalho. O Estado apresentou um saldo positivo de 10.339 postos de trabalho (o saldo é a diferença entre admitidos e desligados). Ou seja, o Paraná criou 10.339 novas vagas de emprego.

Este desempenho coloca o Paraná como o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil em agosto e mostra um aumento de 389% na criação de postos de trabalho em relação ao mês anterior. Os vizinhos Santa Catarina e Rio Grande do Sul ficaram atrás, na 12ª e 27ª posição, respectivamente.

Ainda relativo ao desempenho do mês de agosto, a capital paranaense foi a cidade do estado que mais empregou, com a abertura de 2811 vagas, seguido de São José dos Pinhais com 598 vagas. Vale ressaltar que entre os 100 municípios que apresentaram os maiores saldos de empregos formais do país, 8 são do Paraná. 

 “O grande destaque vai para a capital do estado, que com saldo de 2.811 postos, foi o 3º município do ranking nacional em geração de empregos formais”, aponta a economista do Observatório do Trabalho, da Secretaria Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade, Suelen Glinski. 
Esse desempenho deixa Curitiba atrás somente de São Paulo e Belo Horizonte e para Glinski, isso reflete a recuperação dos grandes centros urbanos, que foram os mais afetados pela crise em 2015 e 2016.

Dos oito setores analisados pelo CAGED, em agosto, seis tiverem saldos positivos.  Entre eles o que mais contratou foi o setor de Serviços (7.249), seguido do Comércio (1819) e Indústria (1005). Foram destaques também os subsetores da Indústria de Produtos Alimentícios (695), Madeira de mobiliário (340) e Indústria Química (229).

O total de trabalhadores admitidos no Paraná em agosto também apresentou um crescimento em relação ao mês de julho. No mês de agosto foram admitidos 104.237 trabalhadores e em julho 93.219, ou seja, um crescimento de 11,8%.

No acumulado do ano (de janeiro a agosto) o saldo do Paraná foi de 45.102 novos postos de trabalho. Esse resultado coloca o estado em terceiro lugar no ranking nacional, atrás somente de São Paulo e Minas Gerais, além de mostrar uma recuperação na geração de empregos em relação a julho – quando o Paraná ocupava a 6ª posição.  Em comparação com os Estados do Sul do país, o Paraná segue em destaque, já que Santa Catarina ocupa a 5ª posição e Rio Grande do Sul a 8ª.

“Esses dados positivos demonstram os fortes investimentos e a credibilidade que o Paraná possui, principalmente nas áreas de Comércio, Indústria e Serviços. Isso é reflexo do ambiente criado pelo Governo do Estado, com o compromisso e as contas em dia”, explica Paulo Rossi, Secretário Especial do Trabalho e Relações com a Comunidade.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.